top of page

Sabbat de Ostara - Equinócio de Primavera



Acordamos três da manhã para preparar tudo para nosso evento de Equinócio de Primavera. A grama ainda estava bastante úmida por conta da chuva intensa que marcava o fim do inverno. Quando chegamos no Espaço Aviva, fomos muito bem recebidos e já começamos a montar nosso altar em volta da fogueira. Juntamos inúmeras flores, velas cor de rosa, verde e branco simbolizando essa alegria primaveril, incensos de lavanda, uma cesta cheia de ovos de cristal, dentre diversos outros elementos que nutriam aquele foco energético com as intenções que buscávamos ancorar para aquele ritual.



Ao iniciarmos nossa cerimônia, cada pessoa que entrava no espaço era recebida com uma guirlanda de flores e uma defumação de alecrim e manjericão. Juntamo-nos em roda, em volta do altar e falamos sobre magia, os rituais e hábitos ancestrais de nossa espécie, como podemos nos conectar com essa força superior e a transformação que é louvar uma figura feminina como centro divino, a Grande Mãe, a Deusa.



Fizemos cantos, invocações, danças e abrimos o ritual louvando às sete direções, os quatro elementos, e as deidades que fazem sentido para cada pessoa. Foi maravilhoso visualizar todos naquele espaço como seres divinos, sagrados, entidades únicas que sentiram o mesmo chamado de estarem ali.



Consagramos cacau todos juntos como uma oferenda àquele momento. Uma forma de louvar a Grande Mãe e se nutrir dessa fonte. Saudamos a Deusa Ostara e convidamos cada pessoa a se presentear com um ovo de cristal, símbolo dessa semente que estávamos plantando naquele início de primavera. Uma semente que irá nos acompanhar por todo esse ciclo da Roda do Ano até seu momento final.



Cantamos para invocar os portais abertos, dançamos para celebrar essa passagem, visualizamos nossos sonhos e desejos se desdobrando no tempo espaço, nos fortalecemos como grupo e nos apropriamos dessa capacidade de manifestar nossa magia de dentro para fora.



Esse foi nosso marco, nosso ritual, nosso momento de honrar essa energia cíclica que nunca para e saldar a beleza de cada estágio dessa roda. Espero que você também tenha plantado essas sementes dentro de você e que o universo se desdobre para florescê-las em grandes e belas árvores cheias de frutos, cores e perfumes.



Nos vemos no nosso próximo ritual, no Sabbat de Belthane, dia 31 de outubro, a celebração da sexualidade, fertilidade e amor, quando a primavera chega em seu auge.

Seguimos juntos!!!


Jay Ma


67 visualizações

Comentarios


bottom of page